Interventor do Postalis reclama de escritório de advocacia americano

Sede do Postalis (Foto: Divulgação)

 

Em reunião realizada na quarta-feira (20) com participantes do Postalis, o interventor da Previc no fundo de pensão dos Correios, Walter Parente, reclamou do escritório de advocacia americano contratado para processar o banco BNY Mellon nos Estados Unidos. De acordo com Parente, o escritório tem cobrado pagamentos adicionais para levar as ações adiante apesar de, na opinião do interventor, não ter feito muito, além de algumas ações de lobby. Parente disse que o Postalis exigirá que o escritório mova as ações previstas sob pena de ser responsabilizado por quebra de contrato. 

O BNY Mellon já foi acusado pelo Ministério Público Federal de dilapidar o patrimônio do Postalis e cobra o ressarcimento de mais de R$ 8 bilhões.   

 

>> Mais notas na coluna EXPRESSO