Palácio nega que príncipe Andrew teria assediado adolescente em festa

Prícnipe Andrew (Foto: Getty Images)

 

O príncipe Andrew, duque de York e terceiro filho da rainha Elizabeth, está sendo acusado de ter abusado sexualmente de uma adolescente, Johanna Sjoberg, em 2015. Na sexta-feira (9), um dia antes que o criminoso sexual Jeffrey Epstein ser encontrado morto, supostamente por suicídio, em uma cadeia de Nova York, milhares de documentos relacionados a suas denúncias foram abertos — entre eles um processo por difamação movido por Virginia Roberts Giuffre contra o duque de York.

Em um depoimento prestado pela jovem, que é testemunha de Giuffre, ela conta que, há quatro anos, o príncipe de 59 anos teria tocado seu seio propositalmente na hora de tirar uma foto com ela e Virginia, em um sofá, durante uma festa na casa de Jeffrey Epstein.

Questionado pela emissora norte-americana, o Palácio de Buckingham, residência oficial da rainha, negou as acusações. “Qualquer sugestão de impropriedade com menores de idade é categoricamente falsa”, escreveu, em nota.

O príncipe e Jeffrey eram amigos pelo menos desde a década de 1990. Os dois já foram vistos juntos em viagens a San Tropez e à Tailândia. Em julho, quando Epstein foi condenado por tráfico sexual e preso em Nova York, o Palácio de Buckingham disse que o príncipe não se manifestaria sobre o assunto.