Sem encontrar irmão de Geddel, Conselho de Ética da Câmara apela para edital de notificação

O deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB - BA) (Foto: Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados)

 

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados tentou notificar o deputado federal Geddel Vieira Lima (MDB-BA) cinco vezes sobre uma representação do PSOL contra ele por quebra de decoro. Lúcio é suspeito de envolvimento no episódio da apreensão dos R$ 51 milhões no bunker de Salvador. Como o Conselho não conseguiu notificá-lo, o presidente do colegiado, o deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA), teve de apelar para um edital de notificação publicado no Diário Oficial. A partir de agora, Lúcio terá dez dias para apresentar defesa escrita, indicar provas, arrolar testemunhas e apresentar documentos.  

>> Mais notas da coluna EXPRESSO